A corrida tem se tornado um dos esportes queridinhos, e isso não é à toa! Afinal, ela traz uma série de benefícios para os praticantes, como o aumento da resistência, disposição física e mental, melhora no sistema imunológico, fortalecimento das articulações, entre muitos outros. 

Apesar dos diversos aspectos positivos, é preciso se preparar antes de começar a correr. E isso vale, inclusive, para quem pretende praticar o esporte de forma amadora. Pensando nisso, a seguir, vamos apresentar 4 dicas de treino para começar a correr. Vamos lá? 

1. Faça uma avaliação médica 

Assim como em qualquer atividade física, a avaliação médica se faz necessária antes de iniciar as corridas. Apenas um profissional poderá avaliar o seu condicionamento físico de uma maneira geral, detectando deficiências e orientando a melhor forma de você se desenvolver, de acordo com as suas aptidões e objetivos.

2. Use o calçado certo 

Há diversas opções de tênis de corrida no mercado, e, na hora de escolher, é preciso prestar atenção em alguns aspectos para garantir que o calçado é o ideal para você. Para isso, separamos algumas dicas. Veja: 

  • experimente vários modelos e tamanhos;
  • sinta se as costuras não estão apertando ou ficando em cima de áreas que tenham muito atrito durante as passadas; 
  • veja se a parte traseira é macia e sem costuras. Caso contrário, podem causar bolhas; 
  • prefira tênis mais leves e com um bom amortecimento. 

Além disso, vale ressaltar que os calçados mais bonitos ou caros nem sempre são os melhores para você, certo? 

3. Tenha uma alimentação adequada 

A alimentação para os corredores deve ser balanceada para manter os níveis de energia, especialmente nos dias de treino e provas. Portanto, frutas, verduras, leguminosas e boas fontes de gordura, proteína e carboidratos, são essenciais no dia a dia.  

Antes de praticar o esporte, por exemplo, é interessante consumir fontes de carboidratos — principalmente os complexos, como a batata doce — pois são absorvidos rapidamente, além de serem ótimos para o trabalho muscular.

Contudo, a refeição ideal depende de diversos fatores e, por isso, o ideal é procurar um nutricionista para que ele elabore um cardápio de acordo com as suas necessidades. 

4. Dê continuidade aos treinos 

Ninguém começa a correr diversos quilômetros em um ótimo tempo, de uma hora para outra. É preciso um trabalho contínuo para melhorar o desempenho — pelo menos, três vezes na semana. 

No início, é importante ficar atento também a intensidade, para não exigir demais do seu corpo. Desse modo, um programa de treino pode ser interessante para que você vá evoluindo aos poucos. Veja um exemplo: 

  • 1ª semana: correr 1 minuto e andar 2 minutos — repetir 5 vezes; 
  • 2ª semana: correr 1 minuto e meio e andar 2 minutos — repetir 5 vezes;
  • 3ª semana: correr e andar 2 minutos e meio, intercalando — repetir 5 vezes. 

O ideal é, a cada semana, aumentar o grau de dificuldade, sempre respeitando o seu corpo. 

Por fim, é importante praticar outras atividades físicas para aprimorar o desempenho. A musculação, por exemplo, é uma modalidade que ajuda a evitar lesões, principalmente dos membros inferiores — já que a corrida causa um grande impacto. Ciclismo, natação e yoga também podem ser integrados para ajudar na capacidade cardiorrespiratória e na resistência. 

Quer receber mais dicas de treino para começar a correr? Para isso, basta seguir nossas redes sociais. Estamos no Instagram e Facebook!

Powered by Rock Convert