Quando se ouve a palavra alongamento muitas pessoas associam a exercícios para iniciantes ou pessoas de mais idade, mas a verdade é que essa prática é de extrema importância para todas as pessoas. Além disso, o alongamento é importante no seu dia a dia e não somente para os treinos.

Você tem o hábito de se alongar? Conhece os benefícios dessa prática? Se você é dessas pessoas que torcem o nariz o alongamento, você precisa conferir esse texto até o final. Confira todas as dicas que separamos e informações importantes para melhorar seu dia a dia.

O que é o alongamento


Basicamente, o alongamento é um conjunto de exercícios físicos naturais que visam preservar e relaxar os músculos. Ele dá mais elasticidade a eles tornando os movimentos do treino e do dia a dia mais fáceis e soltos.

Quanto mais alongado um músculo, maior é a movimentação da articulação comandada por ele e, portanto, maior a sua flexibilidade.
O alongamento é obrigatório no aquecimento para a prática de qualquer esporte ou com a função de promover uma melhora muscular e articular em algumas pessoas.

Assim como qualquer outro exercício, o alongamento também deve ser supervisionado por um profissional. Em caso de dúvida, sempre procure seu treinador para que possa te ajudar neste período em casa.

Benefícios do alongamento


Tanto para quem já treina quanto para quem é sedentário, o alongamento oferece uma série de benefícios. Confira:

• Proporciona o bem estar físico e mental do praticante;
• Estimula o desenvolvimento da percepção do próprio corpo;
• Reduz a probabilidade de desenvolver lesões musculares;
• Restringe os riscos de disfunções da coluna;
• Melhora a postura;
• Diminui a tensão muscular;
• Ameniza cólicas menstruais em atletas;
• Suaviza a irritabilidade muscular;
• Estimula o cérebro a liberar a serotonina, o hormônio do bem estar;
• Diminui a incidência de cãibras.
Alongar o corpo também trará benefícios aos órgãos internos, pois essa prática massageia os rins, fígado, intestino e pâncreas. Além disso, estimula a circulação do sangue e dos nutrientes no organismo. Porém, o hábito de alongar-se tem que ser constante e adequado para desfrutar de todos esses benefícios.

Como praticar o alongamento


É importante começar esse exercício pelos músculos primários, que são o superior das costas, peitoral e posterior das coxas e glúteos. Eles são os que contribuem mais intensamente na execução dos movimentos do dia a dia e também de quem treinar.

Depois alongue os músculos auxiliares ou secundários, como os músculos das mãos e dedos e dos bíceps.Cada posição de alongamento deve ser feita de 15 a 45 segundos, com calma, relaxando, inspirando pelo nariz e expirando pela boca para que todo seu corpo se solte de forma mais leve.

Para te ajudar a entender um pouco quais movimentos podem ser feitos durante o alongamento, separamos algumas dicas:

De pé
• Em pé, de frente para uma parede, mantenha uma das pernas semi-flexionada enquanto a outra fica atrás, reta. Flexione o tronco para frente, apoiando-o com os braços sobre a parede por 10 segundos. Depois, alterne a posição dos membros inferiores.
• Em pé sobre uma das pernas, apoie a mão em uma parede. Flexione a outra perna para trás e segure o tornozelo com a mão. Pressione a parte inferior da perna para baixo, contra a resistência que a mão exerce,durante 20 a 30 segundos. Repita com a outra perna.
• Fique em pé de frente para um apoio na altura do quadril (pode ser uma cadeira). Eleve uma das pernas e posicione-a sobre esse apoio. Incline suavemente o tronco para frente. Fique na posição por 20 segundos e, depois, repita o processo com a outra perna.
• Alongue passivamente os músculos da parte posterior da coxa, inclinando o tronco e os braços para frente e para baixo. Você pode segurar a parte inferior das pernas na parte mais baixa possível. Isto facilitará manter as costas retas. Fique na posição por 30 segundos.
• Em pé, eleve os braços acima da cabeça, entrelaçando as mãos e direcionando as mesmas para cima. Fique na posição por 30 segundos.

Sentado
• Sentado com a coluna ereta, as pernas estendidas, braços elevados em direção ao teto, leve as mãos em direção aos pés, prolongue as costas para frente, permaneça nesta posição por aproximadamente 20 segundos;
• Continue sentada, coluna reta, pernas abertas e esticadas, calcanhares no solo. Abra os braços, expirando, gire o tronco para a direita até a mão esquerda alcançar o pé direito. Segure a posição por 10 segundos e volte ao início e repita com o outro lado.
• Sentado, essa posição é chamada de giro espinhal, dobre o joelho direito e cruze-o sobre a coxa esquerda. Então dobre o joelho esquerdo e encosta a perna no chão. Dobre o cotovelo esquerdo e coloque-o em cima do joelho direito. A mão direita apoia no chão com o braço esticado atrás do corpo, com o olhar sobre o ombro direito, respire profundamente e permaneça assim por 20 segundos. Volte à posição inicial e faça do outro lado.

Como sempre citamos aqui, é muito importante que você sempre conte com acompanhamento profissional, principalmente se é sedentário e não está acostumado a fazer exercícios com frequência.

Cuidar do seu corpo também é uma forma de cuidar da sua saúde. Sempre busque praticar exercícios que você se identifique e manter seu corpo em movimento de forma saudável e segura.
Se você gostou dessas nossas dicas, aproveite para se cadastrar na nossa newsletter e receber muitos outros conteúdos em primeira mão.

Powered by Rock Convert