Você sabia que 7 em cada 10 mulheres brasileiras sofrem com a Tensão Pré-Menstrual, a famosa TPM? Pois é! Esses dados são do Ministério da Saúde. Você faz parte desse grupo? Caracterizada por um conjunto de sensações que traz grande desconforto para elas, como variações de humor, seios sensíveis e fadiga, a TPM aparece, geralmente, nos 10 dias anteriores ao ciclo menstrual.

Um dos principais deles — e que costuma incomodar mais as mulheres, pois mexe diretamente com a aparência — é a retenção de líquidos, responsável por provocar o temido inchaço menstrual. Isso acontece nos corpos femininos porque as taxas de alguns hormônios, como a progesterona, o estrógeno e a testosterona, ficam desreguladas nesse período. Por isso, a “barriguinha” pode ficar mais saliente.

A boa notícia é que existem diferentes formas de aliviar esse desagradável sintoma. Quer saber como? Veja a seguir algumas dicas para ajudar você a evitar o inchaço menstrual. Continue a leitura para conferir!

Beba mais água

Mesmo com esse hábito já incorporado à sua rotina, é interessante aumentar a ingestão de água nesse período. Aumente a quantidade se você já tem o costume de beber aqueles dois litros de água recomendados. Dessa forma, os seus rins vão funcionar melhor — e incentivar o seu organismo a eliminar o excesso de líquidos, além de melhorar a circulação.

Está cansada da água e sente vontade de beber algo diferente? Se for esse o seu caso, você pode apostar também no consumo de chás, principalmente os diuréticos, além dos alimentos ricos em água, como a melancia, a pera e a alface.

Reduza a quantidade de sal da comida

Não é novidade para ninguém que o sal consumido em excesso pode fazer mal à nossa saúde, da mulher e do homem. Contudo, ele pode piorar ainda mais o quadro de retenção de líquidos. Por isso, é melhor limitar o uso do sal na sua dieta no período pré-menstrual.

Lembre-se também que colocar menos sal na comida não é suficiente. Alimentos industrializados e processados têm grande quantidade desse ingrediente e, por isso, é importante evitá-los. Dê preferência sempre a alimentos naturais.

Fique atenta à alimentação

Não são somente os alimentos industrializados e processados devem ser evitados. Produtos com muito açúcar, amido e carboidratos também fazem parte dessa lista. Isso porque eles podem elevar os níveis de açúcar no sangue, o que vai estimular a retenção de sódio no organismo e, consequentemente, causar o inchaço na região abdominal.

O ideal é consumir alimentos com vitamina E, como castanhas e nozes, por exemplo, além de grãos integrais. Troque o arroz e o pão brancos pelos integrais.

Deixe de lado os produtos lácteos

Em algumas mulheres, eliminar ou diminuir o consumo de leite e derivados pode ajudar a manter os hormônios mais equilibrados. Evite o consumo de queijos e iogurtes e dê preferência aos produtos de origem vegetal. Dessa forma, é possível reduzir os desagradáveis sintomas da TPM.

Muitos indivíduos têm algum grau de intolerância à lactose que pode ainda não ter sido diagnosticado, o que pode contribuir para o inchaço abdominal.

Evite bebidas com cafeína e faça refeições pequenas ao longo do dia

Se você é adepta do cafezinho depois do almoço ou não pode deixar de iniciar o dia sem consumir no café da manhã, melhor deixar esse hábito de lado por alguns dias. Cafés, chás (mate e preto) e refrigerantes podem causar irritabilidade no organismo e, com isso, aumentar o inchaço.

Em vez de comer grande quantidade em três refeições, procure comer menos e mais vezes ao longo do dia. Dessa maneira você consegue evitar aquela sensação de ficar estufada após o almoço, por exemplo. Vai ajudar também a reduzir o inchaço e, ao mesmo tempo, dar uma mãozinha na regulação do açúcar presente no sangue.

Faça uso da suplementação e pratique atividade física regularmente

Se o inchaço incomoda bastante, você pode procurar ajuda de um profissional e avaliar a possibilidade de usar suplementos alimentares. Por exemplo, cálcio, potássio e magnésio podem ajudar a reduzir os efeitos do inchaço menstrual. Se por acaso não conseguir atingir os níveis de consumo diários recomendados, você poderá fazer a suplementação.

Além de proporcionar bem-estar e de melhorar a sua disposição, o exercício físico ajuda a amenizar o inchaço menstrual. Mexer o corpo aumenta a circulação linfática e faz eliminar o excesso de líquido no organismo. Os mais indicados são os aeróbicos, como a caminhada, a corrida, a bicicleta e as aulas de dança. Para os efeitos serem percebidos, no entanto, é preciso fazer atividade física com regularidade. O ideal é praticá-la, pelo menos, 3 vezes por semana.

Faça sessões de drenagem linfática e evite o estresse

Essa massagem, além de ser relaxante, ajuda a reduzir o inchaço, pois melhora a circulação linfática. A técnica consiste em carregar todo o excesso de líquido e as toxinas do organismo para os rins para serem eliminados pela urina. Esse tipo de massagem é bastante conhecido pelas brasileiras, além de ser muito fácil encontrar quem a faça.

Hoje em dia é difícil controlar os níveis de estresse com uma rotina tão puxada, cheia de afazeres ao longo do dia. Controlar o estresse, no entanto, vai ajudar a trazer inúmeros benefícios à sua saúde no longo prazo. Essa condição pode deixar o seu corpo desregulado e colocá-lo em perigo, o que pode ajudar a agravar os sintomas da TPM, inclusive o inchaço menstrual.

Em muitos casos, as mulheres podem usar anticoncepcionais para regular os hormônios no corpo e aliviar os sintomas da menstruação. No entanto, nem todas podem usar esse método e consultar um médico é fundamental.

O inchaço menstrual tem relação direta com hábitos saudáveis, como você pôde perceber. Por isso, procure ter uma dieta balanceada, beba bastante líquido e crie o hábito de praticar atividades físicas. Tudo isso vai melhorar muito o seu bem-estar, não apenas durante a TPM, mas para toda a sua vida!

Você gostou deste artigo? Então, siga nossas redes sociais agora mesmo (Facebook e Instagram) e fique por dentro de outras novidades!

 

Powered by Rock Convert