Você já se cansou dos treinos tradicionais de musculação e se sente desmotivado a continuar? Ou vive a fugir da academia ao lembrar da monotonia daqueles aparelhos? Saiba que há uma modalidade cada vez mais explorada pelos amantes de atividade física: o treinamento funcional.

Essa prática é dinâmica, intensa, desafiadora e, em muitos casos, reproduz movimentos comuns do nosso dia a dia. Afinal, você vai usar o peso do próprio corpo para agachar, pular, correr, entre tantos outros. Tudo isso, é claro, com um intervalo pequeno de descanso entre os exercícios.

Se interessou e quer saber mais sobre o que é treinamento funcional? Continua a leitura deste artigo e comece já a praticá-lo!

O que é treinamento funcional?

Como o próprio nome já diz, esse tipo de treinamento vai usar as funções naturais do corpo para os exercícios. Por isso, durante uma sessão desse tipo — em média de 50 minutos a 1 hora —, você vai precisar correr, saltar, girar o corpo e realizar outros movimentos feitos nas mais diversas tarefas do cotidiano.

Ao contrário da musculação, por exemplo, você vai trabalhar o corpo de uma forma completa e evitar aquelas repetições mecânicas, que trabalham os músculos de forma isolada. Além do peso da pessoa, usa-se com frequência acessórios, como elásticos, bolas, cordas, discos, entre outros.

Tudo isso é feito de uma forma divertida, pois você vai se exercitar com outras pessoas. Em alguns casos, os instrutores podem dividir o grupo em duas equipes e criar uma animada competição entre elas. Ou seja, os participantes fazem a atividade física como uma brincadeira e, pode acreditar, você vai sentir alguns músculos que nem sabia que existiam!

Quais os benefícios desse tipo de treinamento?

Uma das principais vantagens do exercício funcional é trabalhar o corpo de uma forma completa, sem isolar os movimentos de músculos e articulações. Além do trabalho de força, ele vai exigir do praticante flexibilidade e equilíbrio.

Como envolve exercícios complexos, vai fazer você pensar e se concentrar antes de realizar a ação, o que também ajuda na coordenação motora e na percepção corporal. Veja a seguir os principais benefícios do treinamento funcional:

  • fortalece o core — músculos profundos da região abdominal, pélvica e da lombar, responsáveis pela boa postura e prevenção de lesões;

  • trabalha articulações, tendões e ligamentos;

  • ajuda a melhorar a execução de movimentos;

  • aumenta a resistência e a força muscular;

  • melhora o condicionamento do sistema cardiorrespiratório;

  • contribui para a flexibilidade e equilíbrio;

  • oferece movimentos dinâmicos, sem monotonia.

Qual escolher: treinamento funcional ou musculação?

Os exercícios funcionais oferecem mais dinamismo e possibilidade de inúmeros movimentos, como já citado. Assim, você não vai enjoar deles depois de um tempo. Se você sente arrepios em passar algumas horas na monotonia de uma academia fechada, com certeza, a musculação não é o ideal para você. Em muitos casos, o funcional pode ser feito ao ar livre.

Ele também trabalha os músculos de uma forma conjunta, além de colocar em movimento aqueles mais profundos, como o core. Apesar de haver uma polêmica sobre o fato de o funcional não gerar hipertrofia, muitos profissionais acreditam que é possível, sim, se houver dedicação. Ou seja, você perde peso e tonifica a musculatura de uma forma divertida.

Agora que já sabe o que é treinamento funcional e seus benefícios, procure uma academia perto de você ou um profissional capacitado para ajudá-lo a entrar nesse mundo. Se não tem muita experiência, lembre-se de não executar os movimentos sozinho, para não se machucar. E, o mais importante, associe a atividade física a uma alimentação equilibrada, para levar uma vida mais saudável!

E você, já fez esse tipo de exercício antes ou pensa em começar? Deixe um comentário neste post e compartilhe a sua experiência!

 

Powered by Rock Convert